Ligue: (62) 3095-(Ver Telefone)
Ligue: (62) 3095-7171
Share on FacebookGoogle+Tweet about this on Twitter

COMO OS GRANDES PALESTRANTES FAZEM SUAS APRESENTAÇÕES? CONHEÇA OS 7 TIPOS.

Você já foi à alguma palestra e saiu de lá se sentindo motivado, tocado ou empolgado para aplicar as técnicas aprendidas? Pois é assim que os grandes palestrantes conduzem suas apresentações.Você já foi à alguma palestra e saiu de lá se sentindo motivado, tocado ou empolgado para aplicar as técnicas aprendidas? Pois é assim que os grandes palestrantes conduzem suas apresentações.

Mas, independente se é uma palestra motivacional, inspiracional, reflexiva, ou sobre assuntos específicos como: produtividade, gestão do tempo, vendas, marketing… aqui não vamos falar sobre o TEMA das palestras e sim sobre o TIPO de cada uma. Cada palestrante tem uma maneira de fazer sua apresentação, é como uma identidade da palestra.Nesse texto vamos deixar um pouco de lado O QUE está sendo dito e focar em COMO está sendo dito.

Para ser um grande palestrante, o profissional precisa treinar sua oratória e presença de palco, para conseguir falar de uma maneira persuasiva a ponto de “prender” os ouvintes ali naquele momento. E existem várias formas de fazer isso, independente de qual seja o assunto.

Mas isso é um dom divino que nasceu com esses grandes palestrantes? Ou pode ser aprendido? Vou responder essa questão ao longo do texto, fique ligado.

Temos exemplos de palestrantes que são tão bons nessa profissão que se tornaram até celebridades, ou até algumas celebridades que viraram palestrantes. Essas pessoas ganham destaque e recebem uma BOA grana, pois os organizadores dos eventos e donos de empresa sabem o quanto é valioso o conteúdo que essa pessoa tem a oferecer!

E você PODE se tornar uma dessas pessoas. Primeiramente, conheça os diferentes tipos e descubra qual perfil você se encaixa, de acordo com a sua personalidade. Vamos conferir?

QUAIS SÃO OS 7 TIPOS DOS GRANDES PALESTRANTES?

1- Mário Sérgio Cortella – O “Palestrante Filósofo”

É considerado o palestrante mais bem pago do país. É um filósofo e professor que fala sobre questões sociais e reflexões de comportamentos humanos.

Além da média de 20 palestras por mês, Cortella também faz entrevistas para rádios e Tvs.

Cortella é o melhor exemplo para falarmos do tipo de palestrante filósofo: são aqueles que abordam questões da vida, que fazem reflexões sobre comportamentos humanos, sobre propósito, valores, relações interpessoais, carreira. Cortella chega a abordar até temas polêmicos como política, ética, preconceitos, ousadia e mais tantos outros.

Apesar de serem temas sérios e filosóficos, ele consegue abordar de forma leve, clara e muitas vezes, engraçada, fazendo com que trechos de seus vídeos se tornem virais na internet.

Muitas vezes, esse tipo de palestrante nem usam slides, conseguem manter a plateia concentrada e encantada, como é o caso também de Leandro Karnal e Clóvis de Barros, que ministram a palestra dando exemplos cotidianos e contam histórias divertidas, passando os conteúdos filosóficos de maneira bem leve.

É importante perceber que, apesar de Cortella ser professor, ele consegue esse “encantamento” em suas palestras, pois entendeu que são coisas diferentes. Não é qualquer professor que consegue transformar didática de uma aula em uma palestra.

Em uma palestra é importante se lembrar que o prazo é bem mais curto, o palestrante precisa ser sucinto, objetivo e claro, mas sem deixar passar os pontos importantes. São poucos minutos para entreter a platéia e convencê-los de que trouxe algo importante e relevante. Inclusive para quem vai palestrar no famoso evento TEDx, que tem um canal no Youtube, onde as palestras são de até 15 minutos.

Mas Cortella consegue falar por horas, sem que as pessoas percam o interesse. Um homem extremamente inteligente que desmistificou a crença de que filósofos são apenas pensadores esquecidos pela sociedade, ou que a Filosofia é algo irrelevante.

2- Anthony Robbins –  O Palestrante Empowerment


Já foi em alguma palestra que tinha música alta, gente pulando, dançando, e se cumprimentando com aquele “High Five’” (batendo com as mãos espalmadas)?

Pois é, Anthony Robbins certamente é a pessoa ideal para ilustrar esse tipo de palestra. Atrai o público que gosta de apresentações mais animadas, cheias de dinâmicas e competições, e são pessoas que estão prontas para “se jogar” no evento, fazendo o que for preciso. É uma plateia que está disposta a obedecer tudo o que o palestrante mandar, pois acreditam que suas vidas vão se transformar com aquilo e aquela pode ser sua “salvação”.

Robbins é americano e se tornou famoso mundialmente pelo seu evento presencial de Coach, inclusive com um filme que mostra os bastidores, chamado “Eu não sou seu Guru”.

3- Geraldo Rufino – O Palestrante Case de Sucesso


Um catador de latinhas que se tornou empresário! Fundou a maior empresa em reciclagem e desmontagem de veículos da América Latina, a empresa JR Diesel.

Atualmente fatura 50 milhões por ano. Uma história como essa é muito interessante e gera a curiosidade das pessoas em saber COMO ele conseguiu? O que fez para conquistar esse sucesso? Qual seu segredo?

Esse é o tipo de palestra que tem uma história de superação por trás. Pessoas que nasceram em uma situação precária, sem recursos, mas que deram a volta por cima!

Com uma linguagem bem mais simples (se comparada com o palestrante filósofo), de uma pessoa que provavelmente não teve muitos estudos e oportunidades, esse palestrante envolve toda a audiência revelando os segredos de como construiu sua própria sorte.

Podemos citar mais exemplos de palestrante “case de sucesso” como: André Ortiz (ex vendedor de jornal que virou empresário e PhD internacional) e a famosa apresentadora e atriz Oprah Winfrey, que teve uma infância marcada pela pobreza e estupro, mas conseguiu se tornar a mais poderosa apresentadora de TV americana e ganhou vários Emmy.

Esse tipo de palestra é mais focada em escutar a história do narrador e aprender as lições positivas tiradas de uma experiência ruim.

4- Tathiane Deândhela – A Palestrante Storytelling


Sim, vou falar de mim mesma para que vocês entendam o que é o “palestrante Storytelling”.
Para quem nunca ouviu falar nessa palavra, storytelling é uma técnica de narrativa. É o poder de contar histórias de maneira interessante, que prenda a atenção do seu leitor do começo ao fim!

Eu gosto de explicar os conteúdos contando histórias. Histórias minhas, histórias de outras pessoas que eu vivenciei ou então histórias de pessoas famosas, inclusive de outros palestrantes também.

Desde pequena, eu buscava formas de conquistar meus objetivos, sempre refletindo: no que eu posso melhorar? O que eu preciso fazer para que tal meta seja concluída?

E, com isso, fui crescendo profissionalmente e compartilhando minhas descobertas com as outras pessoas. Sempre me dediquei muito aos estudos e fui criando técnicas que hoje eu consigo replicar para as outras pessoas.Às vezes esse tipo de palestrante é confundido com o tipo “case de sucesso”, quando a história de vida dele contém alguma superação.Eu, por exemplo, me encaixo, pois conto toda minha trajetória, revelo as dificuldades que passei, inclusive quando eu perdi 1 milhão e como consegui dar a volta por cima!A diferença é que o palestrante storytelling conta além de sua própria história de vida! Ele explica métodos e técnicas exemplificando com fatos que aconteceram com pessoas.

É como Jesus fazia quando contava parábolas aos discípulos para passar algum ensinamento, pois é importante ter uma lição ao final da história para fazer sentido para platéia.

Outros palestrantes que utilizam esse formato em suas apresentações são: Claudio Luvizzotti,  Leandro Branquinho, Pedro Superti e também um grande parceiro meu, Claudio Diogo, que não só tem essa habilidade, como também ensina isso.

Também quero dar destaque para o brasileiro Maurício Louzada, que mescla entre o tipo “case de sucesso” e “storytelling”. Ele é um ex mergulhador que ficou 44 horas preso em uma caverna! Diante de uma experiência de quase morte, ele passou a refletir sobre o valor da vida e hoje dá palestras que chama de “inspiracionais”. Ele resolveu pegar a pior lembrança de sua vida e transformá-la em algo que ajudasse outras pessoas.

5- Murilo Gun – O Palestrante Artista


Palestrante artista são aquelas que dominam algum tipo de arte e a utilizam no palco para enriquecer a palestra.
Pode ser:

  • Um show de mágica, como faz Klauss Duraes e Henry Vargas (ilusionista);
  • Uma voz bonita para cantar na palestra, como faz Padre Fábio de Melo;
  • Ou também a habilidade de fazer humor! Que é o tipo mais utilizado pelos “palestrantes artistas”, como é o caso do Pastor Cláudio Duarte; Marcio Ballas e Murilo Gun.

Gun atualmente é professor de criatividade e começou a se destacar em sua carreira fazendo Stand Up e pegadinhas no programa Silvio Santos. Atualmente ele é convidado a palestrar em vários congressos, inclusive sendo mestre de cerimônias, pois utiliza de sua habilidade de humorista para animar a plateia.

Mas além de ganhar risadas, aplausos ou demonstrações de surpresa, esses palestrantes conseguem levar a platéia até ao choro, dependendo do tema, pois são palestras que mexem com as emoções e conseguem tocar o coração das pessoas.

Porém, esses falantes precisam ter cuidado para não perder o foco. A partir do momento que se dispõem a fazer uma palestra, eles precisam levar um conteúdo relevante, devem finalizar o “show” com alguma lição, algum aprendizado.

As pessoas que estão assistindo-os precisam lembrar do que foi ensinado também e não só da parte artística, se não, vira meramente um show.

6- Bernadinho – O Palestrante Atleta


O reconhecido jogador e treinador, responsável por várias vitórias da seleção brasileira de vôlei (tanto masculina quanto feminina), hoje é um dos mais cobiçados palestrantes do país.

Bernardinho é o exemplo de profissional que é chamado para palestrar devido à sua experiência, principalmente em gestão de equipe. As pessoas querem saber o que está por trás, nas horas de preparação, motivação da equipe, engajamento. Qual o segredo dele para conseguir que os liderados realmente se empenhem e alcancem a vitória?

Para explicar isso, trazendo as técnicas de quadra para o ambiente empresarial, ele utiliza bastante metáforas e analogias, como: “marcar pontos”, “ir para as últimas finais”, “tem que suar a camisa” e outras linguagens. Isso é uma característica bem marcante do tipo “palestrante atleta”.
Bernardinho criou técnicas de alta performance baseadas em sua experiência própria de jogador. Ele não ensina aos jogadores como jogar vôlei, mas sim, como vencer um jogo!

Assim também acontece nas palestras de Giba, Oscar Schmidt e Guga Kuerten.

7- Amy Cuddy – A Palestrante Cientista


Psicóloga Social Americana, Amy Cuddy se tornou uma excelente palestrante no mundo todo. Sua palestra disponível no canal do TEDx, do Youtube, está no ranking de maiores visualizações, onde ela fala sobre linguagem corporal, que inclusive é tema do seu livro.Assim como Amy, existem palestrantes que abordam temas de pesquisas em suas palestras, por isso o termo utilizado.

Amy diz por exemplo que, estando em uma postura corporal confiante, nós podemos aumentar o nível de testosterona e cortisol no cérebro, o que torna maior as chances de sucesso. Dá pra perceber o quanto isso tem base científica e mais técnica?

Outro exemplo de “Palestrante Cientista” é o economista Dan Ariely, também americano, que é um dos maiores especialistas em economia comportamental do século XXI. Um dos principais pontos de sua pesquisa está relacionado à como investir e seu público, na grande maioria são empreendedores e investidores.

Pegando como exemplo um brasileiro, Ricardo Amorim, também se encaixa nesse perfil, é economista e apresentador de televisão e fala em suas palestras sobre economia, apresentando dados, porcentagens, exemplos e muitas comparações (principalmente entre países). E também podemos citar Christian Barbosa, especialista em produtividade.

Esses palestrantes são reconhecidos pelo profundo conhecimento e estudos em determinadas áreas, o que passa muita credibilidade a tudo que está sendo dito.

Porém, precisam falar de forma clara e simples, para que as outras pessoas que não são da área de pesquisa consigam compreender o conteúdo.

O QUE ESSES GRANDES PALESTRANTES TÊM EM COMUM?

São Palestrantes Memoráveis. Eles conseguem cumprir o objetivo de fazer uma apresentação inesquecível. As pessoas saem da palestra com uma lição aprendida, com algo “despertado”, se sentem realmente impactadas.

Cada um desses profissionais que citamos acima, sabe reconhecer qual é seu perfil de palestras e às vezes até mesclam os estilos, acrescentando alguns elementos. Um “palestrante cientista” pode adicionar o elemento humor do “palestrante artista”, por exemplo. Mas cada um respeita o seu jeito de ser, sem exageros, sem forçar a barra para ser algo que não é. E possuem outras semelhanças também:

  • São autores de livros;
  • Possuem agendas cheias para os próximos meses;
  • Preparam sua apresentação com antecedência;
  • Estudam o perfil da platéia antes, para adequar seu discurso ao público alvo;
  • Praticam algumas técnicas de oratória e presença de palco;
  • Têm determinação;
  • Estudam. Buscam constante melhorias em suas áreas, sempre;
  • E, principalmente, eles têm um propósito!

Esses profissionais são motivados por algo muito maior do que o alto cachê: o propósito. Para cada um deles o propósito principal pode ser diferente, mas eles entenderam que compartilhar conhecimento e ajudar outras pessoas é algo magnífico e gratificante.

Agora, respondendo a pergunta que deixamos no começo desse texto, as habilidades para se tornar um grande palestrante podem ser aprendidas sim! Não se trata apenas de um dom, que poucas pessoas nascem e outras não.

Porém, é preciso ter determinação e foco para aprimorar essas habilidades! Se você quer entender um pouco mais sobre isso e pretende ganhar reconhecimento, visibilidade e um cachê de até 5 DÍGITOS, então participe da MasterClass gratuita PALESTRANTE MEMORÁVEL.

Você pode ser como um desses grandes palestrantes, só precisa de dedicação e ajuda! Portanto, conte comigo!

Vou me tornar um Palestrante Memorável

  • Elvis André

    Sou meio parecido (me atrevo sim em dizer… Do mais parecido kkk tá bom do que me identifico mais) com vc Deândhela e gostei muito de conhecer tbm outros exemplos. Tô doido pra saber mais… Com sede mesmo de aprimorar mais o pouco que eu sei.

Fale com consultor