Ligue: (62) 3095-(Ver Telefone)
Ligue: (62) 3095-7171
Share on FacebookGoogle+Tweet about this on Twitter
imagem

Principais desafios de um líder e como superá-los

Diariamente somos bombardeados com infinitos artigos a respeito de liderança e sobre os principais desafios de um líder. Tenho notado que esse conteúdo, embora verdadeiro, aborda superficialmente o tema. Parece óbvio que comunicação, motivação da equipe, diferenciação entre importante e urgente, senso de unicidade entre colaboradores, e, finalmente, entender o processo de produção são os principais desafios da liderança.

Há alguns dias, escrevi este artigo  sobre a liderança na indústria. Minha proposta hoje é inovar: abordar uma nova perspectiva sobre um assunto tantas vezes abordado. Se você chegou aqui, provavelmente já leu sobre aqueles itens. O que peço agora é que abra a sua mente. Disponha-se a refletir sobre as palavras deste artigo e se o fizer, tenho certeza, será um líder melhor depois deste texto.

A comunicação não é problema: é solução

comunicação é um dos principais desafios da liderança

Quando preparo o conteúdo de um treinamento e analiso a situação de uma empresa, ouço “comunicação” ser muitas vezes citada. Contudo, é preciso entender que não existe tal coisa como não comunicar: a ausência de uma solidez e transparência na comunicação gera desentendimentos.

É papel de quem fala certificar-se de que o outro compreendeu a mensagem. Muitas vezes simplesmente assumimos que o outro entendeu e deixamos por isso mesmo. E isso pode gerar alguns problemas operacionais, tais como datas de entrega erradas, confusão na entrega de produtos, realização de atividades desnecessárias… Tudo oq ue gera desperdício, não só em dinheiro como também em tempo. Além daquele desgaste emocional!

A comunicação assertiva é a melhor estratégia para resolver esse problema: construi a mensagem correta, transmiti-la pelo canal mais adequado, fazendo-a chegar à pessoa certa. Isso significa prestar atenção no quê falamos, para quem falamos, como falamos e por que meio falamos.

Enquanto líder, é preciso ouvir mais do que falar! Quando for dizer algo, tenha certeza de que foi compreendido. A maneira mais simples de se certificar disso é perguntar “você poderia me dizer o que entendeu do que eu disse?”. Neste e-book sobre oratória trago mais algumas dicas poderosas sobre como melhorar a comunicação. Vale a pena dar uma olhada.

BOTÃO_SEGREDO_DAS

Líderes inspiram, mas não motivam

Algo interessante que observo não somente a respeito dos principais desafios de um líder, mas de todas as pessoas em geral: nós procuramos soluções externas para problemas internos. É comum alguém querer culpar o outro pelas dificuldades que vivemos. Afinal, isso tira a dor da responsabilidade de estar errado. Porém, esse tipo de atitude não é sensata e gera ainda mais adversidades.

Ao contrário do que a maioria pensa, líderes não são perfeito. Eles não precisam ter todas as respostas e soluções para quem os cerca. Líderes são pessoas que inspiram principalmente por serem exemplos, não só por discursos motivacionais. Embora possam, vez ou outra, dizer coisas realmente impactantes, líderes são impressionantes por suas atitudes, mais do que por suas palavras.

O erro nasce porque partimos do princípio que a liderança de uma equipe deve ser motivadora; quando, na realidade, a motivação é da pessoa e o líder é aquele que focar em inspirar o time a descobrir a motivação.

Embora similares, os conceitos se diferenciam. Esse processo implica mudança de estado. É uma curva constante, repleta de picos e vales. Já a inspiração deve ser uma constante com mínimas variâncias. Inspirar provoca mudanças duradouras, porque sabemos que o líder está sempre do nosso lado.

Diferenciar importante de urgente é um dos principais desafios de um líder

desafios da liderança: importante e urgente

Enquanto especialista sobre produtividade, posso afirmar que a diferença entre importante e urgente é um dos principais desafios de qualquer pessoa. Quase 100% dos meus coachees demonstram essa dificuldade nas primeiras sessões. Eu mesma tive muito disso antes de começar a estudar sobre o assunto.

Saber estabelecer prioridades é algo que tem a ver com o propósito e os objetivos de uma pessoa ou empresa. Antes de conseguirmos estabelecer uma hierarquia entre aquilo que deve ser feito, precisamos avaliar com muita atenção qual é o impacto que cada atividade terá em relação ao que queremos realizar. Você sabe qual o objetivo da sua empresa? Sabe qual é o seu objetivo? Para que está fazendo isso?

Caso essas perguntas sejam difíceis, talvez precisemos parar mais e refletir sobre elas. Ninguém gosta de apagar incêndios. E quanto mais atento ao propósito, mais as coisas serão naturais e menos fogos irão surgir para serem apagados — menos urgências para resolver. Você começará a enxergar os caminhos para alcançar os resultados que almeja, e todas as demais opções parecerão totalmente desnecessárias! Assim, perceberá que nem tudo que parece uma urgência realmente é.

Como funcionam os processos de produção do time? Como otimizá-los?

Um líder deve compreender em detalhes quais são os desafios enfrentados pelo seu time! Isso significa saber como cada etapa do processo de produção é realizada e qual o papel dos colaboradores nisso. Identificar gargalos e dificuldades que cada um possui ajuda muito na hora de otimizar o tempo de todos.

O líder não manda e obriga as pessoas a fazerem coisas; um verdadeiro líder é um facilitador, que orienta os caminhos para a proatividade, e que enxerga soluções para problemas reais e, mais, aqueles problemas que nem foram identificados pelos restantes. Mas isso só é possível se conhecer todos os processos da organização.

Então, é fundamental aprender sobre como funcionam os processos da sua equipe em detalhes e descobrir, pelo menos superficialmente, como os outros setores dentro da empresa atuam. Em seguida, poderá alinhar pensamentos, visões e ações de todos. Podendo assim mudar completamente (para melhor) os resultados obtidos.

O maior desafio de todos: o senso de unicidade

união

A identificação de um propósito é algo tão importante que definirá todos os outros aspectos de uma liderança e de um negócio. Esse sentimento pode ser visto como um dos principais desafios de um líder, por ser algo que depende de todos os outros. É preciso estabelecer uma comunicação assertiva, uma conduta exemplar, entender os objetivos e metas das atividades de todos, compreender os processos que toda a equipe executa… Enfim, envolve ter um conhecimento profundo sobre todos os aspectos que envolvem seu time e pelo menos um entendimento superficial sobre como funcionam as outras equipes da empresa.

A unicidade é algo que atinge não somente a um nicho específico (o seu departamento ou setor), mas a empresa como um todo. Essa maneira única de pensar e agir é chamada de cultura organizacional. Ela dita quais as melhores práticas e regras de convivência gerais dentro da empresa.

Vale lembrar aqui que é justamente esse aspecto que torna pequenos negócios em gigantescas corporações multinacionais. E mais: a ausência da unicidade e engajamento entre os setores de uma organização é o primeiro passo para a sua queda.

Recordo-me de uma palestra a que assisti. Era o criador de um dos principais e-commerces do Brasil. Ele mencionou que o momento mais aterrorizante que teve durante a sua vida empresarial foi depois de se ausentar 6 meses. Ao retornar, descobriu que seus colaboradores já não faziam mais parte de um time. Segundo ele, havia brigas e atritos entre todos. E isso quase quebrou a empresa.

Esse exemplo foi forte para mim! Se eu já cuidava antes para que toda a minha equipe estivesse sempre engajada, depois disso comecei a redobrar ainda mais os cuidados em relação à cultura organizacional do Instituto.

Cadastre-se aqui para receber mais dicas e conteúdos sobre como se tornar um líder inspirador!

Fale com consultor