Se você descobrisse hoje que sua mãe estivesse com uma condição de saúde muito grave, entre a vida e a morte, o que você faria? Se você descobrisse hoje que sua mãe estivesse com uma condição de saúde muito grave, entre a vida e a morte, o que você faria?

Sem sombra de dúvidas você buscaria o melhor médico, o melhor tratamento, o melhor hospital.

A maioria das pessoas nem mesmo pensaria 2 vezes antes de pegar um empréstimo no banco, se isso fosse salvar a vida da pessoa que mais ama.

Apesar de ser um exemplo bem extremo, ele deixa bem evidente uma coisa que todo mundo já sabe: existem profissionais e profissionais. Alguns definitivamente se destacam, são mais reconhecidos e valorizados.

Por que isso acontece? Afinal de contas, médico é tudo médico. Certo?

Em teoria, sim. Mas na prática, não é bem isso que acontece.

Pense nos seus tempos de escola ou faculdade. Certamente havia aquele aluno que era sempre o melhor da turma. E, da mesma forma, havia quem só conversava durante as aulas, atrapalhando os demais. Qual deles você iria preferir que te operasse?

O cérebro humano foi programado para se proteger de possíveis ameaças. E é isso que as autoridades são: pessoas capazes de reduzir as ameaças e de aumentar a nossa confiança.

Sabe o que isso significa? Que ter autoridade implica, também, poder. As pessoas passam a nutrir um enorme respeito nutrido por quem as faz sentir seguras. Além disso, esse reconhecimento vem acompanhado de outros privilégios:

  • Seus clientes estão dispostos a pagar mais, pois sabem que terão suas expectativas superadas;
  • Nunca faltam oportunidades de negócios, mesmo com um preço acima da média;
  • É convidado constantemente para dar entrevistas em grandes veículos de comunicação;
  • Está sempre cercado de pessoas interessantes, também consideradas especialistas em suas áreas.

Mas atenção! Ao contrário do que muitos acreditam, você não vira uma autoridade só porque você se diz uma. Autoridade é uma percepção que os outros têm. E olha que legal: ela pode ser construída por meio de um processo dotado de um método bem definido.

Já vou avisando que a forma que eu vou compartilhar com você não é a única de gerar autoridade. Mas é o caminho que eu trilhei e que meus quase alunos aplicam diariamente para se fortalecerem em seus mercados.

Além disso, eu vou abordar aqui algumas explicações científicas que vão simplificar e clarear para você quais medidas adotar para que você seja considerado uma grande referência em seu mercado.

Já salva esse artigo nos seus favoritos para você revisar sempre dessas dicas!

AS ESTRATÉGIAS PARA CONSTRUIR AUTORIDADE

Gerar conteúdo de valor

“Quem não é visto não é lembrado.”

Essa frase é determinante para quem quer construir um perfil de autoridade. Contudo, isso não é feito de forma aleatória!

Primeiro você precisa pensar estrategicamente em com quem você quer falar. Afinal de contas, quem quer agradar todo mundo acaba não agradando ninguém.

Por isso, pegue papel e caneta e responda:

  • Quais são os interesses das pessoas com quem você quer comunicar?
  • Quais são os canais por onde adquirem informação? Rádio, jornal, revistas…
  • Elas preferem falar sobre trabalho ou sobre entretenimento?
  • São receptivas a conteúdos mais descontraídos ou mais sérios?

Essas perguntas são essenciais para gerar um conteúdo que faça a verdadeira diferença na vida das pessoas.

Quer saber como eu faço isso nas minhas redes? Apesar de todos poderem se beneficiar da alta performance e da produtividade, dou preferência a me comunicar com pessoas ambiciosas, que desejam realmente se destacar no mercado e que não se contentam em levar uma vida mais ou menos.

Assim, foco sempre na criação de posts sobre empreendedorismo, propósito, mindset, técnicas de produtividade para alavancar resultados.

Dessa forma, eu contribuo de verdade com o crescimento de quem me acompanha!

Explorar formatos diferentes

Todos temos um formato de conteúdo que nos sentimos melhor produzindo. E mais: também temos um formato preferido de consumir, que depende muito se somos pessoas mais visuais, auditivas, sensoriais…

Para ser considerado uma autoridade, você precisa alcançar e fazer a diferença na vida do máximo de pessoas que você conseguir.

Por esse motivo, uma forma muito positiva de alcançar variados públicos é por meio de uma variação na forma como você produz seus conteúdos. Olha só que legal a quantidade de formatos que você pode explorar:

  • Infográficos atrativos;
  • E-books ricos;
  • Fotos e vídeos de eventos;
  • Vídeos comentando um acontecimento recente;
  • Materiais explicativos.

Além disso, esses conteúdos muitas vezes se destacam! Quando são bem feitos, são um verdadeiro chamariz para novos seguidores.

Se apresentar como especialista

Eu já falei aqui que ninguém é uma autoridade simplesmente por dizer que é. Contudo, a sua imagem e a forma como você se apresenta influenciam fortemente na maneira como as pessoas te enxergam.

É mais ou menos o ditado “a primeira impressão é a que fica”.

Então vamos por a mão na massa e ajustar o seu perfil nas redes sociais para construir a sua imagem de especialista.

Veja como eu faço no meu Linkedin:

Observe que escolhi uma foto de rosto, sorrindo, e fundo cinza. É uma foto que gosto muito, porque sinto que transmite confiança, da mesma forma que revela meu jeito mais aberto de me comunicar.

Isso significa que você também precisa investir em fotos profissionais para ser considerado uma referência? De forma alguma! Com o seu celular, a luz adequada e as roupas certas, você consegue produzir o mesmo efeito.

Além disso, já trago na capa do meu perfil o meu principal produto, a formação online Vivendo de Palestras.

Por fim, tomei cuidado para me apresentar como CEO da minha empresa, o Instituto Deândhela, além de dizer que sou especialista em Produtividade (note: essa é a especialidade que tenho estudado em profundidade há mais de 15 anos) e criadora do movimento Palestrante Memorável, e concluir trazendo que sou escritora.

Essas informações não só revelam o que eu faço, como ainda reforçam a imagem séria que quero transmitir.

Realizar Palestras

Quem é meu aluno já sabe: ministrar palestras é um excelente jeito de construir autoridade!

Isso porque palestrar é uma forma de compartilhar conteúdo de valor, a um público selecionado, e que vai fortalecer muito a sua marca.

Afinal, não é qualquer um que é convidado para palestrar em grandes eventos.

Lembre-se dos congressos que você esteve. Quem eram os palestrantes? Certamente pessoas com bastante experiência e conhecimento, que todos ali respeitavam profundamente enquanto profissionais.

Atuar como palestrante é construir um ciclo retroalimentativo da autoridade: você faz um trabalho consistente, que gera valor à sua audiência. Assim, você é convidado a palestrar. Sendo palestrante, você é reconhecido como referência. Você posta as fotos de sua palestra, e isso reforça a percepção que os outros têm sobre a sua excelência.

Mostrar resultados

Uma autoridade sempre tem cases de sucesso para compartilhar. Sejam alunos, mentorados, ou seguidores.

Nesta etapa é comum se retrair, com medo do que os outros vão falar.

Mas a grande verdade é que, quando os seus resultados são consistentes, as pessoas vão querer saber mais a respeito do seu trabalho – além de isso gerar confiança e credibilidade.

Quem se incomoda com isso são, na verdade, ervas daninhas que devem sair das suas rodas de contato. Atitudes negativas, comentários maldosos, e haters num geral sempre vão existir. Considere-os como um termômetro para saber se você está indo na direção certa!

A Regiane, uma de minhas alunas do Vivendo de Palestras Online, passou por isso recentemente: ela descobriu o poder de compartilhar seus resultados.

Inicialmente ela começou um trabalho sobre relacionamentos em suas redes, mas os resultados foram tão extraordinários que sua audiência pediu a ela que aplicasse suas técnicas de Gestão de Marketing em suas redes!

Já diziam os Menudos: “não se reprima!”

POR ONDE COMEÇAR?

Você só precisa seguir 2 passos simples para começar a construir a sua autoridade.

O primeiro é estudar e treinar até alcançar a maestria. A grande verdade é que, para que as pessoas valorizem o que você diz, primeiro você precisa saber com profundidade aquilo que você está falando.

É preciso desenvolver tamanha excelência que até mesmo o mais complexo e difícil procedimento pareça fácil aos olhos daqueles que te observam.

Pense no Cirque du Solei.

Cada acrobacia é executada com tamanha delicadeza, com tanta leveza… É um verdadeiro espetáculo! E eles fazem parecer a coisa mais simples do mundo.

Isso só é possível se você se dedicar pelo menos 2 horas todos os dias a melhorar o seu desempenho.

O segundo passo é deixar que as pessoas vejam os seus resultados.

Utilize suas redes para valorizar o profissional que você é!

Isso significa parar de usar o Instagram para se divertir? De forma alguma!

Você vai ter que parar de postar fotos da sua vida pessoal e compartilhar os momentos especiais com as pessoas que ama? NÃO!

Contudo, se você quer ser cada vez mais valorizado no mercado, fortalecendo sua marca pessoal, então dedique-se a fazer seu trabalho ser visto.

Lembre-se: seus resultados falam por você!